Como a tecnologia pode apresentar avanços para a Auditoria Independente.

Quem é da área contábil a um bom tempo sabe, as coisas estão mudando para a profissão e a passos bem largos.

Estamos falando de uma profissão muito tradicional, que desde a revolução industrial vem crescendo em sua atuação e importância. Se analisarmos de forma histórica, vemos que a pouco mais de 150 anos anos, passamos de produzir de forma artesanal, para aderir a processos mais rápidos, em série e com o auxílio de máquinas. 

É neste contexto que começamos a incorporar ainda mais funções a essa nobre profissão, afinal, agora era necessário também calcular a depreciação do maquinário, realizar controle de estoque, apurar dados e números, analisar a logística, gerar relatório para diversos públicos, como donos das empresas, sócios, acionistas e governo. Nasce nesse cenário a auditoria. 

São diversas funções a serem desempenhadas, cada uma com sua importância, mas todas contando com o que há de mais atual no âmbito tecnológico, trazendo segurança na execução das ações e atividades. 

Atualmente, não vivemos mais cercados por enormes máquinas e a economia se faz cada vez mais dinâmica e desburocratizada, para atender a agilidade de processos. O que faz a Auditoria ser mais independente e abraçar diversos desafios trazidos pelo universo de evolução que estamos passando. 

É fato que estamos passando por um processo de inovações tecnológicas, com uma velocidade grandiosa, com isso a exigência também aumenta e o mercado busca informações cada vez mais confiáveis e conectadas aos mais diversos tipos de tecnologia, que são insumos e adubam tais informações. 

Quais as principais tecnologias do momento que a Auditoria Independente deve se juntar? 

Os exemplos são diversos, mas, para citar alguns, elencamos um pequena lista: 

. Uso de bancos de dados dos clientes para realizar previsões, apontamentos e comparações com dados de anos anteriores e concorrência. 

. Fazer uso da tecnologia, como medidores e drones para a realização de medição de inventário, ativos em grandes áreas e otimização de espaço em áreas complexas e de difícil acesso. 

. Aderir tecnologias como Robotic Progress Automation (RPA) que elimina as repetições de tarefas, operacionalizando as ações mais simples. 

. Trazer para análise ferramentas como as do segmento “analytics” a fim de enxergar os serviços em um ângulo de 360 graus. 

São apenas alguns poucos exemplos do uso da tecnologia empregada na auditoria. Nós da CONAUD mantemos uma equipe qualificada e antenada nas inovações mercadológicas e legislativa, somos a melhor opção para você que necessita de auxílio e acompanhamento especializado. 

Fale com um de nossos especialistas, venha para a CONAUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *